Ryan Lochte suspenso por 10 meses

  •  
  •  
  •  

O nadador norte-americano Ryan Lochte não vai poder competir nos próximos dez meses, após sansão imposta pelo Comité Olímpico dos Estados Unidos e pela federação de natação USA Swimming.

Entre outras provas, Lochte, 12 vezes medalhista olímpico, não estará no Mundial de Natação de Budapeste, do próximo ano.

O castigo surge na sequência do escândalo protagonizado no Rio de Janeiro, durante os Jogos Olímpicos, quando inventou ter sido vítima de um assalto.

Segundo o jornal USA Today, os outros nadadores norte-americanos envolvidos no incidente do Rio, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger, também vão ter sanções, mas menores do que a aplicada a Lochte. Durarão cerca de quatro meses.

Ao regressarem de uma festa a 14 de agosto, Ryan Lochte e três colegas da equipa de natação danificaram um posto de abastecimento de combustível no Rio de Janeiro e envolveram-se numa confusão com os seguranças do espaço. Após o incidente, os nadadores informaram a polícia de que tinham sido vítimas de um assalto, mas, mais tarde, as autoridades desmontaram essa versão na sequência de investigações.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários