Quatro nadadoras lançam-se ao Mediterrâneo para ajudar refugiados

  •  
  •  
  •  

Quatro nadadoras, entre as quais uma portuguesa, vão percorrer uma distância de 18 quilómetros a nado de Formentera a Ibiza, no dia 30 de setembro, com o objetivo de ajudar a angariar fundos para os milhares de refugiados que se lançam ao Mediterrâneo em busca de uma vida melhor.

A portuguesa Sara Ramalho e as espanholas Celia Pascual, Marina Martinez e Nuria Consuegra incorporam esta iniciativa solidária e desportiva chamada “Brazadas de Vida” a favor da Proactiva Open Arms – ONG, especializada em salvamento marítimo que intervém no mar Mediterrâneo com operações de resgate de milhares de refugiados que se aventuram em perigosas viagens.

Até à realização do desafio desportivo, pretende-se alcançar 10.800€ através da plataforma de crowdfunding migranodearena.org que correspondem ao número de braçadas necessárias por cada nadadora para alcançar a meta. As 18 doações mais elevadas terão um km dedicado e aparecerão na aplicação de seguimento da prova que estará disponível nesse dia.

“Estamos muito entusiasmadas por lançar este projeto e ajudar a construir um mundo melhor. Achamos louvável o trabalho desenvolvido por Proactiva e o desporto parece-nos a ferramenta perfeita para o promover”, afirma Sara Ramalho, numa nota de imprensa enviada para o Chlorus.

No mesmo documento, Geralds Canals, coordenador de equipas de Proactiva Open Arms, considera que “iniciativas solidárias como esta são muito importantes, já que permite continuar com as operações de resgate e realizar as tarefas pertinentes de manutenção das embarcações de salvamento”.

“Brazadas de Vida” é um projeto lançado no início do ano por quatro nadadoras do Clube de Natação Master Madrid que partilham a paixão por este desporto e a combinam com as suas vidas profissionais. Surge com o propósito de alertar para a grave crise de refugiados que vive Europa, as perigosas travessias a que se enfrentam estas pessoas e dar a conhecer o trabalho da ONG Proactiva Open Arms.

A Proactiva Open Arms – ONG espanhola, com sede em Barcelona, nasceu de uma empresa de salvamento marítimo e é atualmente o eixo coordenador das intervenções de emergência marítima, operando em Lesbos (Grécia) desde setembro de 2015 e no Mediterrâneo a partir de junho de 2016. Desde então já ajudaram a chegar em segurança a terra mais de 150.000 pessoas.

Este projeto, que culminará a finais de setembro com a travessia a nado, é complementado por uma campanha de angariação de fundos através de doações individuais na plataforma de crowdfunding mencionada, de doações e colaborações de empresas e da organização de diversos eventos durante o ano.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários