Presidente da Confederação Brasileira afastado do cargo

  •  
  •  
  •  

A 21.ª Vara Federal Cível de São Paulo decidiu, esta segunda feira, o afastamento do presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Coaracy Nunes Filho.

Também Sérgio Alvarenga (diretor financeiro), Ricardo de Moura (coordenador de Natação) e Ricardo Cabral (coordenador de Polo Aquático) foram afastados. A decisão foi decretada em caráter liminar.

Os membros afastados são acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo por fraude em licitação, superfaturamento e desvio de dinheiro público.

O esquema foi descoberto pela operação Águas Claras e, segundo o MPF, o dinheiro seria destinado à compra de equipamentos e materiais para a preparação de atletas da maratona de águas abertas, polo aquático e natação sincronizada para os Jogos do Rio-2016.

O juiz determinou que o Ministério do Desporto indique um substituto para a presidência da CBDA, uma vez que o “vice” também foi afastado sob a alegação de fazer parte da presidência.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários