Portugal organizou Mundial em 2007 e não escapou ao último lugar

  •  
  •  
  •  

Não será a primeira vez que o nosso país vai organizar o Campeonato do Mundo de Juniores Femininos, agendado para o Funchal de 9 a 15 de setembro. A estreia organizativa em solo nacional aconteceu há 12 anos, em 2007 (23 a 29 de julho), na piscina do Clube Fluvial Portuense, ano em que foi inaugurado o complexo desportivo.

Desportivamente Portugal falhou, mas na organização da competição acertou e recebeu os louros do presidente da FINA, Mustapha Larfaoui, que afirmou que “Portugal e a Federação Portuguesa [então presidida por Paulo Frischknecht] estavam de parabéns pelo êxito deste Mundial.”

Liderada pelo técnico Lajos Lorincz, a Seleção Nacional, que tinha como objetivo fugir aos últimos lugares, não escapou à 16.ª e última posição no Mundial.

Integrada no Grupo A, a equipa lusa iniciou a competição frente aos Estados Unidos da América, sofrendo uma pesada derrota por 18-1 (5-0, 5-0, 4-0 e 4-1).

No jogo seguinte que se previa que Portugal pudesse discutir o resultado, a Alemanha impôs-se com um confortável triunfo de 15-4 (3-1, 3-2, 4-1 e 5-0).

A fechar a primeira fase, Portugal voltou a sofrer nova goleada por 17-3 (2-1, 3-0, 4-1 e 8-1) frente à Hungria e confirmou o último lugar no Grupo A na primeira fase da competição.

Na discussão entre o 13.º e 16.º lugares, a equipa das quinas perdeu frente a Porto Rico por 6-4 (1-1, 1-1, 3-2 e 1-0), voltando a ser derrotada no derradeiro jogo (15.º-16.º) frente ao Brasil por 13-5 (3-0, 4-1, 2-3 e 4-1) e assim classificar-se na última posição do Mundial.

A Seleção Portuguesa foi constituída por: Janete Sousa, Natália Freitas, Joana Monteiro, Flávia Pacheco, Marta Ribeiro, Liliana Carvalho, Fátima Airosa, Patrícia Andrade, Aurelie Mariani, Naida Mariani, Elisabete Lisboa, Mara Gonçalves e Inês Nunes.

A Austrália sagrou-se campeã do Mundo ao vencer a China por 8-6. A medalha de bronze foi conquistada pela Hungria que derrotou os Estados Unidos por 10-8.

A China nunca tinha conquistado qualquer medalha em Mundiais de juniores femininos, enquanto a Hungria igualou nesse ano a medalha de bronze alcançada em 1999. Foi a segunda vez que os Estados Unidos ficaram de fora do pódio, tendo a primeira ocorrido no Mundial de 1999.

A melhor guarda-redes foi a chinesa Jun Yang e as melhoras mercadoras a japonesa Konaka Misa e a australiana Gemma Beadsworth, ambas com 27 golos. A final do Mundial contou na altura com a presença do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias.

Classificação do Mundial de 2007:

1.º Austrália

2.º China

3.º Hungria

4.º EUA

5.º Itália

6.º Espanha

7.º Holanda

8.º Nova Zelândia

9.º Rússia

10.º Canadá

11.º Japão

12.º Alemanha

13.º Grécia

14.º Porto Rico

15.º Brasil

16.º Portugal

O Mundial de Juniores Femininos de 2019 realiza-se no Funchal, de 9 a 15 de setembro. A competição é organizada pela Federação Portuguesa de Natação, Associação de Natação da Madeira, Governo Regional e FINA.

Portugal ficou integrado no Grupo C, tendo como adversários a África do Sul, Itália e Rússia. O Grupo A é composto pela Hungria, EUA, Austrália e Japão; o Grupo B pelo Brasil, Holanda, Cazaquistão e Espanha; e o Grupo D pela Grécia, Canadá, Nova Zelândia e China.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários