Portugal à procura de fazer história no apuramento olímpico

  •  
  •  
  •  

A dupla portuguesa, formada por Cheila Vieira e Maria Beatriz Gonçalves, vai tentar fazer história em Barcelona, entre quinta-feira e domingo, na fase de qualificação de natação artística para os Jogos Olímpicos, em que estarão em disputa sete vagas.

Portugal nunca participou em Jogos Olímpicos na disciplina de natação artística, nem sequer esteve presente numa disputa de pré-olímpico.

Antes do pré-olímpico, a equipa portuguesa vai treinar durante três dias na cidade catalã, onde vai enfrentar uma eliminatória de dueto livre e outra de dueto técnico, ambicionando uma das 12 vagas na final de dueto livre, que qualifica sete para os Jogos Olímpicos.

Para a competição em Tóquio2020 há 13 duetos com presença assegurada — três diretamente e 10 já qualificadas -, enquanto as restantes sete vão ser disputadas em Barcelona por 20 duetos.

O pré-olímpico de natação artística foi várias vezes adiado, devido à pandemia de covid-19, oferecendo mais tempo de preparação à equipa lusa, que participou ainda nos Europeus, em Budapeste, onde foram 14.ªs no dueto livre e 15.ªs no dueto técnico, no início de maio.

Nos Europeus, Cheila Vieira e Beatriz Gonçalves conseguiram 77,2667 pontos — mais quatro do que na mesma competição de 2018.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 10€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários