Phelps acredita que adversários se dopavam

  •  
  •  
  •  

Michael Phelps está crente que nunca enfrentou uma prova internacional completamente limpa ao longo da sua carreira como nadador.

Numa audiência do Congresso americano sobre como melhorar as medidas antidopagem, em Washington, o antigo nadador norte-americano, retirado depois do Rio’2016, defendeu a necessidade de maior controlo antidoping.

“Eu não acredito que tenha participado numa competição internacional em que o resto do campo estivesse limpo. Ao longo da minha carreira pensei que alguns atletas estavam a fazer batota e, em alguns casos, as suspeitas confirmaram-se”, referiu Phelps, que conquistou 28 medalhas em Jogos Olímpicos.

“A nível internacional, acho que tem de se fazer alguma coisa, e tem de ser agora”, reforçou o ex-nadador, de 31 anos, lembrando que foi sujeito a 13 testes anti-doping nos últimos Jogos.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 10€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários