Paralímpicos: Dois recordes nacionais na despedida

  •  
  •  
  •  

Portugal fechou, esta sexta-feira, com dois recordes nacionais e sem presenças em finais a participação nas provas de natação dos Jogos Paralímpicos Tóquio-2020, nas quais esteve representado por seis atletas.

Nos 100 metros mariposa S8, Diogo Cancela obteve o nono tempo (1.05,69), marca que fez cair o recorde nacional (1.05,96), que pertencia a David Carreira, e que o deixou a 14 centésimos do oitavo lugar, que dava acesso à final.

Cancela, que nadou quatro provas em Tóquio, sai da competição com três recordes nacionais e um diploma.

Marco Meneses nadou as eliminatórias dos 100 metros mariposa S11 (deficiência visual) em 1.21,25 minutos, marca que o deixou na 12.ª posição da geral, mas que lhe permitiu melhorar o recorde nacional (1.22,25), que já lhe pertencia.

O nadador de Castro Daire, que se estreou em Jogos Paralímpicos, nadou quatro provas no Centro Aquático de Tóquio e termina a competição com dois diplomas e dois recordes nacionais.

Daniel Videira fechou com um 14.º lugar as eliminatórias dos 100 metros costas S6.

O nadador, que na quinta-feira foi sexto classificado nos 400 metros livres S6, cronometrou 1.26,66 minutos, ficando a quase cinco segundos do recorde nacional (1.21,90), que lhe pertence.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 10€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários