Nuno Lobo diz que “é difícil ser treinador em Portugal” e deve estar de saída

  •  
  •  
  •  

Nuno Lobo, que deverá estar de saída do comando técnico do Fluvial Portuense, afirmou, no final da partida frente ao Paredes, que “é difícil ser treinador de polo aquático em Portugal”, lê-se no site da Federação Portuguesa de Natação (FPN), deixando antever que terá se sentado pela última vez no banco dos fluvialistas.

Segundo o que o Chlorus conseguiu apurar, o clube de Lordelo do Ouro já terá chegado a acordo com um treinador espanhol para a próxima temporada, depois de gorada a contratação de um técnico do país vizinho na época passada.

“Estes momentos ficarão para sempre comigo”, referiu o técnico ‘pronto-socorro’ que conduziu o Fluvial Portuense ao primeiro título na história do clube.

“O Fluvial Portuense entra a partir de hoje na história do polo aquático nacional. Ninguém ganha títulos sozinho e quero agradecer a toda a equipa técnica – o coordenador Tiago Santos, o preparador físico José Firmino, o treinador de juniores Pedro Pires e ao treinador campeão de andebol do ABC, Carlos Resende, pelos conselhos dados para esta finalíssima. A outro nível agradeço a oportunidade que me foi dada pelo José Marques, da Direção do Fluvial, mas também pelo Nuno Ferraz, Zé Miranda e Rui Borges, do departamento de Natação”, agradeceu o treinador, conforme se pode ler no site da FPN.

“O clube quando se une fica mais forte e este campeonato é a prova disso mesmo. Gostaria de dedicar este título a todos os treinadores, especialmente ao João Pedro Santos”, concluiu.

O Fluvial Portuense sagrou-se, pela primeira vez na sua história, este sábado, campeão nacional da 1.ª Divisão, ao vencer, no quinto jogo da final, o Paredes por 11-7, levando a melhor o play-off por 3-2.

O clube de Lordelo do Ouro quebra assim um enguiço com mais de 30 anos. O primeiro campeonato da nova era disputado em Portugal foi em 1984/85.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários