Novos recordes absolutos no segundo dia dos Nacionais de Felgueiras

  •  
  •  
  •  

Rafaela Azevedo, nos 50 costas, e Algés e Dafundo, nos 4×50 estilos, estabeleceram este sábado novos recordes absolutos no segundo dia do Campeonato Nacional de Juniores e Seniores em Felgueiras, numa sessão onde Alexis Santos igualou o máximo absoluto dos 50 costas.

Rafaela Azevedo, no primeiro percurso de 50 costas, com 27,45 segundos, e a equipa do Algés e Dafundo – Rafaela Azevedo, Raquel Pereira, Lia Lima e Rita Frischknecht – com 1.53,11 minutos, abriram a sessão feminina de finais de hoje com recordes nacionais absolutos nas respetivas provas.

O recorde nacional absoluto de estafeta estava fixado em 1.53.38 pelo FC Porto em 2012. Nos 50 costas, o máximo absoluto já pertencia a Rafaela Azevedo com 27.68 em Lausanne (Suíça) há oito dias.

Alexis Santos igualou recorde absoluto na final dos 50 costas (23,69). O nadador do Sporting fez o mesmo tempo que o anterior máximo de 23.69 na posse de Gabriel Lopes em Hangzhou em 2018.

Destaque para Diana Durães ao vencer os 400 livres com mínimos para os Mundiais de 2020 (4.06,62 minutos). Ontem a benfiquista havia vencido os 1500 livres com mínimos para os mundiais, na passagem aos 800 metros (8.28.08).

Vitoria Kaminskaya obteve também a marca exigida para participar no Mundial na prova de 200 bruços (2.23,28).

Nos juniores, Mariana Cunha (Colégio Efanor) somou o recorde júnior 16 dos 50 mariposa (27,42), de ontem, ao dos 100 de hoje (1.01,05). O anterior recorde de Portugal dos 100 mariposa pertencia a Filipa Tiago com 1.01,56 em 2009.

Camila Rebelo (Louzan Natação/Efapel) melhorou o seu recorde nacional juniores 17 dos 50 costas para 28,22 segundos. Nas eliminatórias de manhã havia terminado em 28,32.

Recorde nacional masculino júnior dos 4×50 estilos para o Sporting com 1.44.33. Ruy Domingos, Francisco Nunes, Salvador Gordo, Eduardo Fernandes superaram o anterior recorde (1.44.80) do FC Porto, em Felgueiras, em 2013.

Resultados

Créditos da foto: FPN

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários