Nadador paralímpico francês completa travessia de 122 km

  •  
  •  
  •  

O francês Théo Curin, de 21 anos, completou um desafio inédito: atravessar a nadar os 122 km do Lago Titicaca, que tem águas geladas e é o lago navegável a maior altitude, a 3,8 mil metros de altitude.

Foi dada a primeira braçada em 10 de novembro na praia do povoado boliviano de Copacabana, tendo como meta as ilhas Uros, na baía de Puno, no Peru.

Curin teve as extremidades do seu corpo amputadas aos seis anos após sofrer uma meningite fulminante. Completou agora em dez dias o desafio de atravessar a nado as águas geladas do lago navegável mais alto do mundo, juntamente com outros dois nadadores franceses, a ex-nadadora olímpica Malia Metella, de 39 anos, aposentada das piscinas há 11, e Matthieu Witvoet, de 27 anos.

Os nadadores que acompanharam Theo Curin revezaram-se em turnos, arrastando um bote produzido com restos de materiais, com o objetivo de enviar uma mensagem sobre o cuidado com o ambiente. Durante esta travessia, os nadadores filtraram a água doce do lago, tornando-a potável e e guardaram a comida em bolsas reutilizáveis para não contaminar o lago.

Curin, que abdicou por vontade própria de participar nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, vai treinar para Paris 2024.

Créditos da imagem: Theo Curin – facebook

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 10€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários