Na primeira prova pós-covid-19 caíram dois recordes

  •  
  •  
  •  

A finlandesa Ida Hulkko estabeleceu, este fim de semana, dois novos recordes do seu país nos 50 e 100 bruços, numa prova disputada em Tampere, a primeira a nível mundial após o confinamento provocado pela pandemia de covid-19.

A nadadora nórdica cumpriu os 50 bruços em 30,33 e os 100 bruços em 1.06,90.

A competição, em piscina de 50 metros, foi organizada pela federação finlandesa de natação.

Resultados

Créditos da foto: Suomen Uimaliitto

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários