Mundial 2019 Dia 7 – Notas Breves

  •  
  •  
  •  

Finais:

50 Mariposa Feminino:

Prova sem surpresas com Sarah Sjostrom a vencer com 25.02 porém com um tempo acima do que havia feito na meia-final quando tinha entrado no segundo 24. Para a campeonissima Ranomi Kromowidjojo da Holanda com 25.35 e a repetir o bronze de 2017 a nadadora Farida Osman do Egipto com25.47.

50 Livres Masculinos:

Primeira de 3 finais do dia par Caleb Dressel e primeiro de 3 ouros. O nadador americano vence com autoridade com o melhor tempo de sempre sem fatos, 21.04, numa prova que ficou praticamente decidida na partida quando Dressel ganhou mais de meio corpo de vantagem a toda a gente. Empate no segundo lugar com o tempo de 21.45 para o brasileiro Bruno Fratus e o grego Kristian Gkolomeev. Fratus que tinha sido o nadador mais consistente desta prova durante a época, consegue aqui a sua terceira medalha consecutiva em mundiais neste evento. E se Dressel pareceu absolutamente intocável num futuro próximo, a verdade é que 21.45 para a medalha de prata deixa antever um ano louco em 2020 na luta pelo pódio, tendo em conta a grande quantidade de nadadores que já nadou abaixo desta marca.

100 Mariposa Masculino:

2ª Vitória do dia para Dressel num fantástico tempo de 49.66, abaixo do antigo recorde do mundo que era de Michael Phelps. Dressel abriu mais lento que na meia-final mas fechou mais forte não conseguindo contudo nadar abaixo do seu recorde mundial de ontem. Prata para o atleta júnior de 17 anos Andrei Minakov com uns excelentes 50.83 e bronze para Chad Le Clos com 51.16. Uma final em que os 2 lugares mais baixos do pódio foram globalmente mais lentos que nos últimos dois mundiais quando foi preciso nadar abaixo de 51s para estar no pódio.

200 Costas Feminino:

Vitória fácil para Regan Smith com 2:03.69, ligeiramente acima do recorde do mundo que estabeleceu ontem. A junior americana passou a meio das provas nuns absurdos 59.4, mas morreu ligeiramente no final. Esta passagem a validar o seu valor nas 100 costas sendo que os EUA deveriam ponderar coloca-la na final dos 4×100 E na prova de amanhã. Prata para a também junior Kaylee McKeown da Australia com 2:06.26 e bronze para Kylie Masse do Canadá com 2:06.62. A italiana Panziera depois de uma época brilhante em que liderou o ranking mundial a não conseguir confirmar as suas credenciais nesta prova ficando fora do pódio.

800 Livres Feminino:

Depois de ter abdicado de nadar os 200L e a final dos 1500L e de ter passado uma noite no hospital, Katie Ledecky conseguiu na sua ultima prova dos campeonatos manter a sua invencibilidade nos 800L terminando em  8:13.58. Uma prova onde demonstrou um verdadeiro coração de campeã dado que teve a luta fortíssima da italiana Simona Quadarella que chegou a liderar aos 750 metros mas terminou atrás da americana com 8.14.99. Bronze para Ariarne Titmus 8:15.70. Este foi o quarto titulo mundial consecutivo para Ledecky nos 800 Livres.

4×100 L misto:

Terceiro ouro do dia para Dressel. Os EUA a liderarem a prova desde o primeiro parcial e a vencer com novo Recorde mundial, 3:19.40, mas com grande luta da Austrália que terminou em 3.19.97. Decisão polémica da Austrália ao abdicar da sua melhor nadadora Cate Campbel optando pela sua irmã Bronte Campbel. A mais nova das irmãs Campbel a fechar a estafeta nuns respeitosos 52.3 contra os 52.0 da americana Simone Manuel. No entanto Cate Campbel já teve parciais de 51.5 e 51.1 noutras estafetas destes campeonatos, por isso não se consegue perceber a opção da selecção australiana que de certa forma perde a possibilidade de sair desta prova com um ouro e um recorde mundial, única e exclusivamente por opção própria. Bronze para a França com 3:22.11.

Portugueses:

Tivemos apenas Alexis Santos a participar nas eliminatórias dos 50 Costas onde terminou com 25.68, acima do seu recorde nacional, correspondendo à 30ª posição.

Amanhã termina o mundial com a ultima sessão de eliminatórias e finais.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários