Mundial 2019 Dia 5 – Notas breves:

  •  
  •  
  •  

Finais:

200 Mariposa Feminino:

A iniciar a sessão, surpreendente ouro para a atleta da Hungria Boglarka Kapas com 2:06.78. A húngara é actual campeã europeia em titulo mas o seu recorde pessoal antes da final de hoje não antevia que hoje pudesse chegar ao primeiro lugar do pódio. Apesar de ter nadado para 2.5 na meia final, a americana Hali Flickinger ficou-se pela prata com 2:06.95 tendo a sua compatriota Katie Drabot ficado com o bronze terminando em 2:07.04. Prova globalmente fraca, com o pódio a fechar num tempo muito acessível para o panorama mundial.

100 Livres Masculino:

A prova rainha da natação prometia um duelo entre dois grandes talentos e não desiludiu. Prova histórica com Caeleb Dressel a vencer nuns fantásticos 46.96, apenas a 5 centésimos de segundo do recorde mundial, tornando-se o primeiro nadador a nadar abaixo de 47 segundos sem fatos de poliuretano. Dressel abriu muito forte em 22.29 mas quase que foi apanhado por Kyle Chalmers que levou a prata nuns também fantásticos 47.08. Exemplo perfeito de dois atletas que trouxeram ao de cima o melhor de ambos, conseguindo superar os seus recordes pessoais atingindo duas marcas absolutamente fantásticas. Tóquio 2020 vai trazer-nos certamente a parte 2 deste duelo. Bronze para o russo Vladislav Grinev com 47.82.

50 Costas Feminino:

Olivia Smoliga, dos EUA, com 27.33 consegue destronar a campeã mundial de 2017, Etiene Medeiros do Brasil, que termina com Prata e o tempo de 27.44. Bronze para Daria Vaskina da Rússia com 27.51.

200E Masculinos:

Prova onde se espera um tempo na casa de 1.55 para Mitch Larkin ou Chase Kalisz mas que acaba por ser globalmente lenta permitindo a vitória de Daiya Seto, Japão com 1:56.14. A grande surpresa do pódio acaba por ser Jeremy Desplanches da Suíça que leva a prata com 1:56.56. O nadador suíço tem evoluído bastante nesta prova, mas face aos participantes desta final não se antevia a sua presença no pódio. Bronze para Chase Kalisz, dos EUA, com 1:56.78, que falha assim a oportunidade de revalidar o título que havia ganho em 2017.

4x200L Feminino:

Prova espectacular com as duas favoritas a disputar o Ouro e um novo recorde mundial até a última braçada. Desta vez a Austrália e vencer os EUA com o tempo de 7:41.50, tendo contado com o parciais excelentes de Ariane Titmus com 1.54.23 e Emma Mckeon com 1.54.90. OS EUA a nadarem também abaixo do anterior recorde terminando a apenas 37 centésimos da vitória com 7:41.87. Bronze para o Canada com 7:44.85 que tiveram em Penny Oleksiak o seu principal trunfo com um parcial na casa de 1.54.

Destaques Meias-Finais:

200 Bruços Masculinos:

Mathew Wilson em entrevista à imprensa australiana, tinha prometido um novo recorde do mundo neste campeonato. Promessa cumprida já que o nadador australiano ao parar o cronometro em 2.6.67 igualou o recorde de Watanabe. Mas o ouro não está garantido, já que na outra meia-final Chupkov nadou em 2.6.8, muito perto do recorde do mundo, nadando com muita folga. Vai ser uma final interessante em que o recorde mundo pode durar apenas 24h, já que pelo menos estes dois nadadores têm capacidade para o bater amanhã na final.

Portugueses:

Participação brilhante de Viktoria Kaminskaya nos 200B tendo retirado mais de 1 segundo ao recorde nacional na eliminatória nadando em 2.26.08. Este tempo permitiu-lhe participar na meia final onde a nadadora lusa retira mais meio segundo ao recorde terminando em 12º lugar com 2.25.67 a apenas 15 centésimos de segundo do mínimo A para os jogos de Tóquio. Esperemos que esse mínimo saia nos 400E, e que possa também nos 200B chegar ao mínimo olímpico nos Nacionais ou num futuro próximo.

A estafeta Feminina participou nos 4×200 L terminando em 14º lugar, muito longe do nível esperado e do real potencial desta estafeta, terminando com um tempo na casa dos 8.29. Ficou longe o apuramento directo para Tóquio.

 

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários