“Muda o teu jogo”… Parabéns Rui e Angélica

  •  
  •  
  •  

“Muda o teu jogo” é o slogan no Facebook, de um antigo jogador de basquetebol de nome Fernando Santos, da zona de Aveiro, que agora se dedica aos aspetos do treino, mentais e outros, relação treinadores/pais e itens relacionados. O Fernando, que conheço há muito tempo, foi “internacional” universitário por Portugal, no primeiro “Europeu” das universidades e insiste mesmo muito no tal …”muda o teu jogo”!

Tudo a propósito do brilhante 5.º lugar ontem em Setúbal, de Angélica André, do Clube Fluvial Portuense, que lhe dá o apuramento para os jogos olímpicos de Tóquio.

Ser apurada na última prova, no derradeiro exame, mesmo no limite do prazo, é algo inesquecível, e a Angélica merecerá todos os elogios, assim como o seu treinador, Rui Borges.

Não conheço a fundo, como é evidente, a preparação definida e o que foi feito em tantos anos de trabalho, dedicação, horas a fio na piscina, estágios de altitude, frustrações várias, amuanços, entre outras situações próprias do universo desportivo, ou se quisermos, da vida em geral, onde atleta e treinador terão construído uma relação de enorme compromisso. Dizer isto tudo… será, no mínimo, redundante. Mas o que me parece de grande oportunidade é dizer-vos, dentro da minha visão de mero espetador de cais, que a Angélica conseguiu a certa altura do processo “mudar o seu jogo”. Ou, se quiserem, também o Rui “mudou o seu jogo”. Acertaram-se processos de treino, adaptaram-se a outras situações, modificaram-se formas de estar, treinou-se (muito) mais e sobretudo… melhor. O ginásio passou a contar também para o campeonato (a Angélica, nas últimas semanas, ficou magrinha e muito mais musculada) e todos lá no Fluvial Portuense notámos que algo que já era muito bom, tinha, contudo, mudado… para melhor. Daí a conseguir-se o apuramento, ninguém tinha a certeza, como é óbvio.

Parabéns Rui e Angélica, ao Clube Fluvial Portuense, restantes colaboradores, entre adjuntos, preparadores físicos, seccionistas, diretores, etc… por este feito mesmo fantástico. Uma palavra muito especial para a jovem Mafalda Rosa, espetacular nadadora de 17 anos que ficou no 10.º lugar, que só não vai a Tóquio por questões regulamentares (Portugal só pode levar uma atleta).

E vocês… já pensaram alguma vez “mudar (também) o vosso jogo”?

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 10€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários