Mínimos para o Mundial ditam saída do diretor-técnico espanhol

  •  
  •  
  •  

A Real Federação Espanhola de Natação anunciou a saída de Albert Tubella, que nas duas últimas temporadas desempenhou o cargo de diretor-técnico, e para o seu lugar vai entrar Fred Vergnoux, que coordenará a equipo nacional nas competições internacionais até final da época.

Esta decisão surge na sequência dos maus resultados obtidos no último Open de Espanha, em que só três nadadores garantiram os mínimos para os Campeonatos d Mundo em face de critérios demasiado exigentes.

De acordo com os critérios, apenas Mireia Belmonte, Jimena Perez e Marina Garcia tinha alcançado os mínimos para os Mundiais.

Devido a esse número reduzido, a RFEN decidiu alargar a lista que passa a incluir Jessica Vall, Juan Francisco Segura, África Zamorano e Hugo González de Oliveira.

Além disso, a federação espanhola decidiu que os nadadores podem ainda obter mínimos A no GP Cidade de Barcelona, a 15 e 16 de junho.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários