Meu contacto com a sincronizada em Portugal

  •  
  •  
  •  

Chamaram-me para treinar a equipa nacional de natação sincronizada a três meses do Campeonato do Mundo, em Kazan. Sabia que seria um enorme desafio, mas, mesmo assim, vi várias oportunidades nesse convite: crescer como pessoa, como profissional e ainda ajudar um país que tem muito potencial e chances de crescer mundialmente.

Foram três meses de muito trabalho, principalmente com quatro meninas que abdicaram da família, amigos, seus clubes, para focarem num sonho. Trabalhei também com a equipa juvenil e júnior e que foi outro enorme desafio pelo pouco tempo que tínhamos antes de ir para o campeonato.

Mudei uma coreografia inteira em três dias e o mais incrível foi que as meninas se engajaram 100% e fizeram a melhor nadada na competição.

No Mundial, depois de várias dificuldades enfrentadas e longas horas de treinos, as meninas fizeram o seu melhor e agiram como atletas experientes na competição. Fiquei muito orgulhosa por isso!

O resumo dessa época foi: trabalho, perseverança e orgulho.

Agradeço muito por ter tido essa oportunidade e por ter inspirado muitas atletas e técnicas que acreditam no meu trabalho e que se inspiraram em mim naquela época.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários