Luís Fernandes desafia FPN a criar Centro de Alto Rendimento no Porto

  •  
  •  
  •  

Luís Fernandes, dirigente da secção de natação do FC Porto, desafiou este sábado, em Coimbra, a Federação Portuguesa de Natação na criação de um Centro de Alto Rendimento no Porto.

No âmbito da III Convenção Portuguesa de Natação, organizada pela Federação Portuguesa de Natação, o responsável do clube azul e branco defendeu que a FPN deveria “criar um Centro de Alto Rendimento no Porto que permita aos melhores nadadores dar continuidade aos progressos demonstrados”, bem como “um apoio federativo aos clubes que premeie a evolução e o alcance das marcas de referência dos nadadores”, dando o exemplo de “isentar o IVA”.

Luís Fernandes afirmou também que é importante haver no futuro “uma ligação a escolas” através das associações, como a criação de horários próprios, referindo que “a FPN deve encontrar uma forma mais incentivadora e acessível de acesso ao ensino superior”.

O dirigente portuense deixou ainda críticas ao regulamento federativo que permite “a utilização de nadadores estrangeiros nos Campeonatos Nacionais de clubes”, questionando sobre se “a profissionalização de alguns nadadores portugueses é sustentada ou esporádica”.

Luís Fernandes salientou igualmente “o desenvolvimento de um projeto com vista a uma representação do FC Porto nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020”, deixando claro que “o FC Porto nunca convidou nenhum nadador para representar o clube, os que vieram foram por iniciativa própria”.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários