Kayla Sanchez bate quatro recordes mundiais nos campeonatos britânicos

  •  
  •  
  •  

A Grã-Bretanha tão pouco tem estado muito presente nos Mundials de piscina curta (só enviou três nadadores) e tem preferido disputar os seus campeonatos de piscina curta nas mesmas datas, na sua piscina talismã, a Ponds Forge de Sheffield, onde tem mostrado uns excelentes resultados, alguns dos quais mereciam ser finalistas e até mesmo medalhistas, em Hangzhou.

Os melhores resultados têm sido, porém, para uma das invitadas, a jovem canadiense Kayla Sanchez, de 17 anos, que tem superado os recordes mundiais da categoria júnior dos 50, 100 e 200m. livres com 23″98 (anterior da chinesa Menghui Zhu, 24″00 de Setembro do 2016); 51″45 (25″09 nos 50m.), superando os 52″09 que a FINA impôs para homologar o primeiro recorde júnior nesta prova, e 1,52″85, superando também os 1,53″07 impostos pela FINA. A canadiense também se distinguiu nos 200m. estilos, prova que ganhou com uns excelentes 2,04″64 (27″58, 1,00″00 e 1,35″02), tempo que iguala o que pede a FINA para homologar o primeiro recorde mundial júnior, pelo que se pode supor que assim o fará. Também tem nadado os 100m. estilos em 58″24.

Do resto de resultados, oferecemos aos nossos leitores os mais interessantes.

MULHERES. Em livres, e por detrás do recorde já indicado da canadiense, os excelentes 52″00 de Anna Hopkin, por diante de outra canadiense, Penny Oleksiak, 52″32, e da francesa Marie Wattel, 52″63. Hopkin se tem tomado a desforra da sua derrota nos 100m., superando a canadiense nos 50m., 23″70 por 23″98. Nos 200m., e, uma vez mais, por detrás da canadiense, Marie Wattel tem sido segunda, 1,54″23, por diante da jovem Holly Hibbott (19) 1,54″50.

Nas provas mais longas, os 3,59″83 e 4,03″30 de Hibbott, e uma outra jovem, Abbie Wood (19) nos 400m., e os 8,19″87 de Hibbott nos 800m.

Em costas, e com Georgia Davies em Hangzhou, a vitória da prova curta foi para Emily Crane com 26″94. Sete nadadoras têm nadado abaixo do minuto nos 100m., com vitória de Jessica Fullalove, 57″83, por diante de Chloe Golding, 58″58. Esta última ganhou os 200m. com uns bons 2,04″57 (dobrando muito bem 1,02″44 + 1,02″13, que não é habitual ver neste estilo).

Nos bruços, dupla da jovem Imogen Clark (19), que venceu claramente nos 50m. com uns bons 29″43, por diante de Sarah Vasey, 30″33, enquanto nos 100m. foi-lhe mais justo diante de Molly Renshaw, 1,05″40 por 1,05″50. Na prova longa, vitória de outra canadiense, Kierra Smith com uns bons 2,19″14, por diante de Katie Matts, 2,20″40.

Na mariposa, bons os 25″20 da jovem canadiense Penny Oleksiak (18) nos 50m., por diante de Anna Hopkin, 25″94. Vitória de Marie Wattel nos 100m. com 57″22, por diante da jovem Laura Stephens (19), 57″62, e uma outra jovem Emily Large (17), 58″15. Excelents os 2,04″94 (28″51, de Stephens nos 200m., por diante de Large, 2,07″38.

Nos estilos, por detrás de Kayla Sanchez, Abbie Wood (19) foi segunda dos 200m., com 2,07″13, enquanto Wood venceu nos 400m. com 4,31″70.

HOMENS. Em livres, e com o melhor velocista britânico, Benjamin Proud, em Hangzhou, os melhores tempos das provas curtas foram para o canadiense Yuri Kisil, que venceu nos 50 e 100m. com 21″52 e 46″86. Nos 200m., se tem imposto o jovem Jack McMillan (18) com 1,44″23, por diante de tres outros homens nos 1,45″.

Nas provas mais longas, excelentes os 3,38″13 de Max Litchfield, enquanto nos 1.500m., vitória de Tobias Robinson com uns discretos 14,39″84.

Em costas, vitória de Thomas Howdle na prova curta com 23″61, e dupla de Luke Greenbank nos 100 e 200m., com uns bons 50″8 e 1,51″16; nos 100m. por diante de Howdle, 51″59 e Jay Lelliott, 51″90.

Nos bruços, vitórias de James Wilby nos 50 e 100m., com 26″61 e 57″61, nas duas por diante de David Murphy, 26″85 e 58″19, com três outros finalistas dos 100m. abaixo do minuto. Na prova longa, vitória de Edward Baxter com 2,06″93, por diante de Adam Chilingworth, 2,07″84.

Na mariposa, quatro homens chegaram numa décima de segundo nos 50m., com vitória de Cameron Brooks-Clarke, 23″27, por diante de Sam Horrocks, 23″35, e Edoardo Valsecchi, 23″38. Nos 100 e 200m., bons os 50″66 e 1,52″08 de James Guy.

Nos estilos, dois homens nos 100m. abaixo de 54″, Sam Horrocks, 53″55, e Joe Litchfield, 53″85, enquanto Max Litchfield venceu os 200 e 400m. com 1,53″21 e uns excelentes 4,00″18, nas duas provas por diante do seu irmão Joe, 1,55″54 e 4,09″62.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários