Homem que morreu na Praia de Matosinhos não é master do Fluvial Portuense

  •  
  •  
  •  

Um homem, com cerca de 50 anos, morreu esta segunda-feira, cerca das 8h00, quando nadava na zona da Praia de Matosinhos, aparentemente devido a doença súbita, afirmou o comandante da Capitania dos Portos do Douro e Leixões.

Segundo o que o Chlorus conseguiu apurar, Alberto Peixoto não é nadador master do Fluvial Portuense, mas juntava-se habitualmente, por iniciativa própria, ao grupo de atletas do clube que treina diariamente águas abertas na Praia de Matosinhos.

Testemunhas dizem que, aparentemente, o homem terá sido vítima de doença súbita.

Em declarações à agência Lusa, o comandante Cruz Martins confirmou que o homem tinha o hábito de praticar desporto, nomeadamente natação, com um grupo de amigos na praia de Matosinhos.

“O grupo de desportistas, que nadava em paralelo à costa, apercebeu-se que a vítima estava inanimada. Retiraram-na de imediato da água e chamaram os meios de emergência. Ainda foram tentadas manobras de reanimação, mas sem sucesso”, acrescentou Cruz Martins.

O homem terá sido vítima de doença súbita, mas “só a autópsia irá esclarecer a causa da morte”.

Ao local foi chamada a Polícia Judiciária para apurar se há ou não matéria para investigação.

Créditos da foto: DR

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários