FPN e IPC assinam contrato para o Mundial de 2021 no Funchal

  •  
  •  
  •  

António José Silva, presidente da Federação Portuguesa de Natação, e Andrew Parsons, presidente do Comité Paralímpico Internacional, assinaram esta semana o contrato de organização do Mundial de natação adaptada – World Para Swimming Championships de 2021 (25 de setembro a 1 de outubro) que terá lugar no Funchal.

A assinatura do acordo foi realizada pelos dois dirigentes em Londres no decorrer do Mundial com a presença de uma seleção de Portugal com nove nadadores.

O Complexo Olímpico de Piscinas do Funchal receberá, na 10.ª edição do evento, cerca de 650 nadadores em representação de 70 países de todos continentes.

Construído em 2004, o local foi sede do Campeonato Europeu de Natação adaptada em 2016 e receberá o Europeu novamente em maio (17 a 23) do próximo ano.

Uma organização da Federação Portuguesa de Natação em parceria com o Comité Paralímpico Internacional, o Governo Regional da Madeira, a Câmara Municipal do Funchal e a Associação de Natação da Madeira.

A natação adaptada é um desporto sob a responsabilidade da Federação internacional World Para Swimming, que integra o Comité Paralímpico Internacional (IPC), com sede em Bonn, na Alemanha.

“É um prazer anunciar a Madeira como sede do Campeonato Mundial de Natação Adaptada de 2021. Funchal e Madeira há muito preparam esse evento e deram um exemplo importante para futuras cidades-candidatas, organizando primeiro uma competição regional antes de concorrer ao Mundial. Isso é testemunho do desenvolvimento do Desporto Adaptado, e da Natação Adaptada, em particular, em Portugal”, afirmou Andrew Parsons, presidente do IPC.

Já António José Silva, líder federativo, considerou que “a FPN está muito orgulhosa de fazer parte do processo de crescimento e desenvolvimento da natação adaptada, no mundo, na europa e Portugal”.

“Mais uma vez, juntamente com o Governo Regional da Madeira, a Câmara Municipal do Funchal, da Associação de Natação da Madeira, a FPN ira organizar um grande evento, desta vez à escala mundial, sob a égide do IPC. Será um momento único em termos desportivos e em termos da verdadeira representatividade do desporto adaptado numa cidade, num País, e no Mundo”, frisou o presidente da FPN.

Por sua vez, Tracy Glassford, chefe da World Para Swimming, adiantou que “a Federação Portuguesa de Natação, Funchal e Madeira são parceiros importantes da World Para Swimming há muito tempo”.

Desde que se candidataram a sede do Campeonato Europeu pela primeira vez, há quase cinco anos, trabalhamos juntos para realizar grandes eventos e testemunhamos de perto seu compromisso com o nosso desporto. A Madeira 2021 representa o início de um novo ciclo em direção aos Jogos Paralímpicos de Paris 2024 e estamos ansiosos por este grande campeonato”, acrescentou.

Valetta (Malta) sediou o primeiro Mundial em 1994, com quase 500 atletas de 44 países.

Londres, Grã-Bretanha, é a atual sede do Campeonato Mundial Allianz de Natação Adaptada, que termina no domingo com 650 participantes de 80 países.

Créditos da foto: Paul Gregory

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários