Fim do Estrelas S. João de Brito

  •  
  •  
  •  

Nuno Lopes, presidente da Direção do Estrelas S. João de Brito, anunciou esta quinta-feira o fim da secção de natação federada no clube.

“É com muita magoa que comunico oficialmente ao fim de 20 anos de clube a extinção da seção de natação federada! Da nossa parte fizemos todos os esforços para evitar esta situação e pedimos atempadamente auxílio à CML que no dia 13 de março nos deu a resposta negativa e desfavorável ao nosso pedido de apoio”, lê-se na publicação do presidente do clube lisboeta no Facebook.

“No que respeita a JF Alvalade, também solicitamos em tempo útil uma reunião que foi reforçada por email por duas vezes, embora nunca tenhamos tido qualquer resposta ou reunião por parte da mesma. Recebemos um telefonema por parte do vogal da CDU responsável pelo Desporto Sr. Pedro Bastos a informar para grande espanto nosso, apenas que esta época o nosso apoio iria ser reduzido, não havendo qualquer resposta sequer aos nossos pedidos de reunião e de apoio que ainda foi comunicado por escrito e telefonicamente aos responsáveis da JFA, incluindo o próprio presidente Dr. André Caldas”, refere Nuno Lopes na rede social.

“Perante esta falta de sensibilidade, estamos indignados com o atual executivo e não conseguimos compreender a razão pela qual a JFA deu outrora e recentemente um apoio extraordinário a certos clubes da freguesia que se encontravam em situação idêntica à nossa e ao Estrelas SJB não deram!”, afirma o presidente do Estrelas.

“Resta manifestar a nossa indignação que será feita publicamente na próxima Assembleia Municipal de Lisboa e da J. de Freguesia de Alvalade. A Direção também ja reuniu com uma comissão da Junta de Freguesia da Penha de França que estiveram presentes todos os partidos, inclusive a presidente da Assembleia, na qual apresentou e manifestou toda a situação atual com a Piscina da Penha de França. Esta decisão deve-se ao facto do arrastar dos problemas com a Piscina Municipal da Penha de França que arrastou o clube para uma situação financeira muito complicada que, para além do prejuízo de milhares de euros e danos morais, já arrastou para o desemprego 17 trabalhadores e de forma a não extinguir o clube por completo, não nos resta outra hipótese se não a de extinguir a secção de natação federada, juntamente com os trabalhadores e mais de uma centena de jovens atletas, muitos deles campeões nacionais de xadrez e natação incluindo a nossa atleta olímpica Victoria Kaminskaya”, revela Nuno Lopes.

“Esta decisão teve de ser tomada em tempo útil em virtude dos termos legais com os contratos dos trabalhadores e atleta e no final de abril terá a sua data final, caso não haja um retorno na decisão do apoio extra recusado por parte das entidades competentes da Cidade de Lisboa, mais propriamente a Junta de Freguesia de Alvalade e CML”, adianta o responsável dos Estrelas.

Ata n.º12 da reunião de Direção:

Ao décimo quinto dia do mês de Março de dois mil e dezoito pelas vinte e uma horas e trinta minutos, reuniu-se a Direção da Associação Centro Cultural e Desportivo Estrelas São João de Brito, na sede da associação. A reunião foi presidida pelo Presidente da Direção Nuno Lopes e participaram os Vice-presidentes João Pinelo, Ricardo Pedroso, Rui Martins e Susana Maissa bem como os seguintes membros dos órgãos sociais: Serafim Barbosa, Marco Graça e João Silva

A reunião foi iniciada com um único ponto na ordem de trabalhos:

  1. Decisão da extinção das actividades federadas

Assim sendo:

Face às despesas referentes a encargos com trabalhadores da Piscina Municipal da penha França da AT e SS que a associação teve que suportar, nestes últimos tempos bem como as despesas e encargos com indeminizações dos mesmos trabalhadores, a associação teve agora inesperadamente outras despesas com valores muito altos com indeminizações de trabalhadores da Penha de França, e como este processo de indeminizações ainda não esta fechado, não nos será possível manter os compromissos financeiros das despesas correntes da Seção Federada de Natação. Para fazer frente a estas despesas foram canalizadas verbas que estariam destinadas á seção de natação federada, o que de certa forma afeta no seu todo o funcionamento normal e regular no que respeita a despesas desta seção.

Em última instância e contra a nossa vontade, de forma a fazermos face ao pagamento das indeminizações dos trabalhadores da Penha de França atuais e futuros e de forma também a evitar a extinção do clube, a Direção deliberou a extinção da Seção Federada de Natação bem como a extinção dos postos de trabalho e contratos de trabalhadores e atletas associados a esta seção.

Para tentar resolver esta situação a Associação solicitou em tempo útil o apoio necessário à Junta de Freguesia de Alvalade e à Câmara Municipal de Lisboa.

Tendo este apoio extra sido recusado por ambas as entidades, não deixou ao clube alternativa na decisão tomada.

A partir desta data, esta decisão será oficialmente comunicada aos trabalhadores do quadro, apesar dos mesmos já terem conhecimento. No respeito aos atletas, em virtude da realização de campeonatos nacionais no final deste mês, foi decidido não comunicar aos mesmos de forma a não prejudicar os resultados desportivos.

No que respeita a seção de xadrez, dado o investimento ser mínimo foi decidido assegurar a secção ate ao final da época, sendo o pagamento das inscrições, deslocações e encargo com o Mestre suportado pelos pais dos alunos da secção de xadrez.

Após a realização destes campeonatos de natação, será comunicado à equipa absoluta e pais dos restantes atletas bem como às seguintes entidades: Federação Portuguesa de Natação, Comité Olímpico, Confederação do Desporto, Câmara Municipal de Lisboa, Junta de Freguesia de Alvalade, Fundação do Desporto, Instituto Português do Desporto, Secretaria de Estado do Desporto, Associação de Natação de Lisboa e Comunicação Social.

Relativamente à Junta de Freguesia de Alvalade, o Presidente da Direção já comunicou por e-mail ao Presidente desta Junta Dr. André Caldas, ao Vogal do PCP Ricardo Varela e relativamente à Câmara Municipal de Lisboa, também já foi comunicada verbalmente a intenção à Dra Sónia Paixão.

Nada mais havendo a tratar o Presidente deu por encerrada a reunião donde resultou a presente ata que foi lavrada por mim, Susana Maissa, e será assinada por todos os presentes acima nominados e referenciados.

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários