Eficácia dos remates define o vencedor

  •  
  •  
  •  

No passado sábado começou o campeonato nacional de 2017/18. Este arranque é marcado pela subida da AAC e o desaparecimento (muito negativo para o polo nacional) do CNAC e do Foca. Aliás, finalizaram igualmente a sua atividade em seniores a equipa do Lousada e o CDUP B (todos na 2.ª Divisão). Como novidade positiva surge o Algés B e o histórico Portinado. Resumindo: em 2016/17 existiam 18 equipas, nesta época há 16.

Eu assisti ao jogo Paredes-Vitória. Estava muito curioso por ver o comportamento destas duas equipas. A equipa de Recarei apresentou-se com uma profunda restruturação no plantel (muitos jogadores ex-Lousada), depois da saída de vários titulares para o Povoense. A equipa de Guimarães está a fazer um excelente trabalho na formação e com mais um ano de experiência.

Foi um jogo muito interessante, com as equipas sempre muito próximas no resultado. Os jogadores Ricardo Teixeira (55,5% de eficácia), Diogo Ferraz (43% de eficácia) e Tiago (75% de eficácia) foram determinantes no Paredes. Tiveram um peso de 63% nos remates totais da sua equipa e demonstraram toda a experiência acumulada nos últimos anos em finais. O Vitória distribui mais os remates (considero uma equipa forte neste aspeto), mas o João Costa e o Pedro Cunha (37,5% de eficácia) tiveram um peso de 40% nos remates.

A nível de guarda redes, o montenegrino Igor Zubac realizou mais três defesas e teve uma eficácia 12 pontos percentuais acima do seu adversário.

Coletivamente, destaco a maior eficácia no capitulo de remate do Paredes, com 43,8% contra 29% do Vitória. Estes terminaram o jogo com mais 6 remates, apesar de possuírem menos duas posses de bola, uma característica da equipa de Guimarães.

A equipa de Recarei teve o dobro de superioridades numéricas, tendo uma eficácia de 37,5%. O peso dos golos, nesta situação específica de jogo, foi de 21%. O Vitória teve uma eficácia de 75% e um peso nos golos totais de 27%.

Em termos estatísticos, a vitória do Paredes deriva da sua maior eficácia no capítulo de remates e da sua defesa/guarda-redes.

Deixo uma tabela com todos os números deste jogo:

tabela paredes x guimarães

Nota: A estatística foi realizada presencialmente, sem recurso a vídeo. Por este motivo pode existir alguma pequena imprecisão

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários