Congresso da APTN: Fernando Leite considera que “existem piscinas e clubes que querem implementar projetos de polo aquático, mas não têm treinadores com formação”

  •  
  •  
  •  

A apresentação de Fernando Leite, ainda sobre o Ensino Multidisciplinar, salienta a sua grande preocupação e dificuldade em angariar novos atletas, quer masculinos como femininos, para a modalidade do pólo aquático.

“Existe uma pressão do mercado, existe necessidade de treinadores de pólo aquático”, diz Fernando Leite

“Neste momento, existem piscinas e clubes que querem implementar projetos de pólo aquático, mas não têm treinadores com formação para isso”, reafirma Fernando Leite.

“O pólo aquático é um jogo coletivo, que reforça o sentido de equipa e de união.”, acrescenta Fernando Leite.

(em atualização)

Créditos da imagem: João Bárbara – CHLORUS

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 10€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários