Benfica confirma favoritismo e Paços “mata” o jogo no final

  •  
  •  
  •  

Nos jogos deste sábado que marcaram a 4.ª jornada em atraso do Campeonato de Portugal Feminino, o Benfica confirmou a sua superioridade, vencendo o Algés por 14-5. Já a norte, um grande jogo da formação de Paredes quase surpreendeu a equipa do Aquático Pacense que acabou por vencer 13-11.

Já passavam dez minutos da hora marcada quando a bola começou a rolar na piscina do Sport Algés e Dafundo para o jogo da equipa da casa frente à campeã em título, o Benfica.

Logo no primeiro período de jogo, o Benfica demonstrou para o que ia: terminou a vencer com quatro golos sem resposta.

O primeiro período até ficou marcado por um equilíbrio defensivo de ambas as partes, mas ao longo do jogo a jovem formação algesina não foi capaz de eliminar o poderio ofensivo da formação campeã nacional.

O conjunto de Oeiras começou com uma defesa a zona a nível da pivot, internacional portuguesa, Inês Nunes, mas com a pressão efetuada pela equipa benfiquista associada à sua experiência, rapidamente conseguiu dilatar o resultado.

O Benfica foi controlando o jogo na sua totalidade, levando assim de vencida a formação comandada pelo treinador Cristiano Joaquim por uma diferença de nove golos.

Já a norte, o dérbi regional entre a equipa Pacense e Paredes ficou marcado pelo equilíbrio e intensidade.

A jovem formação da zona de Recarei surpreendeu, apresentando-se ao jogo apenas com oito jogadoras, duas delas de nacionalidade espanhola.

O jogo começou como acaba: com um erro defensivo após um penalti, uma das equipas marca de contra-ataque: neste primeiro caso, foi a equipa de Paredes que começou assim o jogo a vencer.

Nos dois primeiros períodos, a formação paredense, muito concentrada, fez valer uma boa defesa à zona e um grande aproveitamento atacante. Já o conjunto da capital do móvel, algo inconstante, teve em Vanessa Freire a jogadora que desbloqueou o jogo no segundo parcial.

Nas últimas duas partes do jogo, a equipa de Paços entrou com uma pressão alta, com menos erros e o cansaço das jogadoras de Recarei foi aparecendo.

O último período ficou marcado, assim como todo o jogo, pela entrega e intensidade das duas equipas, mas, depois de dois erros defensivos na parte final do encontro da formação de Paredes e aproveitados em contra-ataque pelo conjunto da capital do móvel, foi o suficiente para o Paços levar de vencida por dois golos a formação comandada pelo treinador Renato Luís.

A guarda-redes do Paredes, Beatriz Magalhães, com múltiplas defesas ao longo do encontro, foi uma peça importante no equilíbrio das duas equipas.

Hoje, domingo, na 9.ª jornada, o Benfica demonstrou novamente a sua superioridade ao vencer o conjunto de Algés por 16-7.

Ao longo destas jornadas do Campeonato Nacional, a equipa do CAP já conta com duas vitórias consecutivas em igualdade com a formação do Benfica.

O Algés ainda não venceu e o Paredes entrou a perder. Falta estrear-se em competição o Fluvial Portuense.

SAD-BENFICA 4ª jornada

Parciais: 0-4; 1-3; 2-1; 2-6
Resultado Final: 5-14

CAP-SSCMP 4ª jornada

Parciais: 2-3; 3-2; 3-2; 5-4
Resultado Final: 13-11

BENFICA-SAD 9ª jornada

Parciais: 6-1; 4-2; 3-2; 3-2
Resultado Final: 16-7

Crédito da imagem: Federação Portuguesa de Natação

Mais de 10 mil leitores não dispensam o Chlorus.
Fazer jornalismo de Natação tem um custo e por isso
precisamos de si para continuar a trabalhar e fazer melhor.
Torne-se nosso assinante por apenas 12€ por ano e
tenha acesso a todos os conteúdos Premium.



Comentários